Clínica Olhos Oftalmologia

CIOM NEWS

NOVIDADES & ARTIGOS

Acompanhe notícias sobre saúde, novidades e avisos da Clínica CIOM, sua clínica na zona norte do Rio de Janeiro

Vectoelectro-nistagmografia

A vectoelectronistagmografia (VENG) é um exame em que se coloca três electródios ativos (temporal direito, temporal esquerdo e frontal) com o intuito de registrar os movimentos oculares normais e anormais (nistagmo).

Assim, o médico pode encontrar alguma anormalidade do labirinto.


Novo olho biônico dispensa o uso de baterias e de fios

A conceituada revista norte-americana “Nature Photonics” publicou artigo sobre um novo tipo de olho biônico, que está sendo desenvolvido por cientistas da Universidade de Stanford, na Califórnia. Os pesquisadores estão utilizando uma tecnologia que dispensa o uso de bateria, para fazer um cego voltar a enxergar. No lugar da bateria, o chip é alimentado por luz, num processo semelhante aos painéis solares.

Reportagem sobre o assunto publicada no site do jornal O Globo revela que o aparelho utiliza um tipo especial de óculos, que capta a luz com uma câmara e dispara feixes de luz para o chip, implantado na retina. Segundo os cientistas, este sinal tem uma luz mil vezes mais forte que a luz natural. “O chip cria um sinal elétrico e o envia para o cérebro, permitindo com que o paciente tenha as informações necessárias para recuperar a visão.

“Os primeiros resultados de estudos no Reino Unido já foram considerados animadores. Dois homens deixaram de ser totalmente cegos, sendo capazes de perceber a luz e, até mesmo, algumas formas. Porém, além do chip na retina, foi necessário colocar uma bateria atrás da orelha”, revela a reportagem do O Globo.

Os cientistas acreditam que este novo método é um passo a mais na cura da cegueira porque elimina a necessidade do uso de baterias e fios e garantem que o procedimento cirúrgico é mais fácil. O novo chip ainda não foi testado em pessoas, mas mostrou-se eficientes em testes com ratos.


Glaucoma pode levar à cegueira mas pode ser tratado

O glaucoma é uma doença que causa dano ao nervo ótico.

O glaucoma é uma doença que causa dano ao nervo ótico. Sua causa não é totalmente conhecida pela medicina, mas sabe-se que o aumento da pressão interna do olho é o fator de risco mais importante desta doença. “O nervo ótico envia os sinais visuais ao cérebro, que são processados e convertidos em imagem.

Quando a pressão do olho está muito elevada, o nervo ótico pode ser afetado. E este dano impede que alguns sinais visuais cheguem até o cérebro. Se não for tratado, o glaucoma pode levar à cegueira”, explica o Dr. Rafael Wajnberg, oftalmologista do CIOM.

Qualquer pessoa pode desenvolver o glaucoma, mas estudos indicam que o maior grupo de risco está entre pessoas acima de 40 anos, que têm histórico da doença na família, com pressão intra-ocular elevada, pessoas da raça negra, que tenham trauma ocular prévio, alto míopes e que usam regularmente esteróides (cortisona). Segundo o médico do CIOM, muitas pessoas não sabem que têm glaucoma, até que perdem parte da visão.

– A verdade é que o glaucoma pode ser detectado e tratado antes que a maioria dos pacientes tenham algum sintoma da doença. Ele se desenvolve vagarosamente, por isso muitos pacientes convivem com a doença por anos sem perceber o problema. Mas a perda da visão devido a um dano no nervo ótico é irreversível – afirma ele.


Clínica CIOM
✔ ENDEREÇO

Rua Hermengarda, 428 | Méier
Rio de Janeiro | RJ | Brasil | Cep 22441-120


O Centro Integrado de Oftalmologia do Méier cuida da saúde da sua família há 40 anos,
com muito amor e dedicação ❤ CIOM, a sua clínica na Zona norte do Rio.

Facebook